8.6.11

O país real

Preço dos combustíveis volta a subir com nova atualização (RTC, 8/6/2011)

O país real não tem água, não tem luz, não tem segurança, a vida custa os dois olhos da cara, não há novos empregos, MCA falhou, o parceiro estratégico Portugal falhou, não haverá novos empregos, nunca mais a indústria se desenvolve, a ajuda pública vai diminuir, o Estado está endividado até a testa, as famílias também estão, os impostos são excessivos, os salários permanecem iguais e a inflação, embora ninguém o diga mas todos sentem, é galopante (só calcular em quantos % os combustíveis subiram do início do ano até agora e imaginar o efeito disso na restante economia).

O país real tem Ferrari, Porsche, Mercedes, até tem uma concessionária da BMW e a Toyota Prado tem tanto que se esquece que se trata de um carro de luxo. Só do Estado, perde-se a conta da quantidade desses carrões que andam por aí, sem contar o combustível e a manutenção pagos, também pelos cofres do Estado. Já ouvi dizer de directores da administração pública que conseguem gastar mensalmente 300 contos de telefone, sem contar as viagens e ajudas de custo, os seminários, os banquetes, as recepções e outros desperdícios.

O país dos indicadores é de Rendimento Médio, apesar da maioria das famílias ser de rendimento baixo; é de Boa Governação, que diz que o país goza de democracia (é verdade), que os actos da governação devem ser comunicados de forma transparente e deve dar a possibilidade da participação de todos. O dossier Electra mostra o quanto o governo não comunica de forma séria. Essas dezenas de obras avultadas sem concurso público mostra o quanto de participativo tem a gestão do país.

O país está mais pra surreal do que real.

2 comentários:

Anónimo disse...

Olha César, tive a investigar na nossa biblioteca mundial e verifiquei que temos alternativas de longe mais baratas do que a proposta pelo Governo para as energias renováveis em CV. É que preto tem mania de viver como rico, mesmo sabendo que é pobre e vive na merda e às vezes nem água tem para se limpar ... passo a malcriação e partilho aqui com os eleitores o link

http://poormanguides.blogspot.com/2009/06/maglev-wind-turbine.html

A turbina eólica de Maglev permite ter um investimento de $54000 por MW ! numa única instalação ... Uma instalação de 54 milhões de dólares permitiria fornecer energia a 750,000 lares! Onde andam on nossos "inginheros".

saudações,
OL

zito azevedo disse...

O engº Duarte Fonseca apresentou por volta dos anos 50 do século passado o protótipo de uma turbina eólica que, estratégicamente localizada no Monte Verde, produziria energia eléctrica para toda a ilha...Duarte Fonseca, engenheiro e caboverdeano...Cadé o projecto?