28.2.11

Anatomia dum processo

Processo: 2ª via de livrete de circulação (automóvel)

Etapa 1
Ir à Polícia de Trânsito. Escrever requerimento (do tipo "venho por este meio mui respeitosamente..."). O serviço não faz fotocópia; ir a um sítio e tirar a fotocópia do BI; preço: 5$. Mediante fotocópia BI e requerimento, é passado uma ordem de depósito bancário no valor de 300$, porque os serviços não aceitam nenhum meio de pagamento ao balcão, nem os terminais de pagamentos (POS)! Toca a ir a um banco, depositar 300$ e voltar à Polícia. Prazo de entrega: 2 dias úteis. 2 dias depois, tinham feito o documento errado; esperar 20mn para correcção. Ao menos foram sempre cordiais.

Etapa 2
Ir aos Registos e Notariado. Escrever requerimento  (do tipo "venho por este meio mui respeitosamente..."). Lembrar-se de mais uma fotocópia de BI; se não se lembrar, toca a procurar um sítio de fotocópias mais perto. 600$ a pagar, não há POS também (aliás, há mas está avariado). Ir buscar dinheiro; voltar; não há troco; aguardar até que apareça troco. Finalmente o troco aparece. 5 dias úteis para entrega do documento.

Etapa 3
Ir à Direcção Geral dos Transportes Terrestres. Repetir o processo: BI, requerimento  (do tipo "venho por este meio mui respeitosamente..."), pagar e esperar pelos dias úteis.

O que está de errado neste fluxo? Tudo! A começar por martirizar o utente, passando pelo desperdício de energia, causando uma sobrecarga administrativa, resultando em irritação e perda de tempo, custando caro, e tudo isso por um simples documento. Solução: implementar o estudo mandado fazer para montar a Casa do Cidadão. Como: tendo muita coragem política para quebrar as resistências.

15 comentários:

songo disse...

o serviço DUA está há 2 anos para ser lançado brevemente!

http://portoncv.gov.cv/portal/page?_pageid=118,188596&_dad=portal&_schema=PORTAL&p_dominio=25&p_menu=38&p_item=165&p_ent_det=1133

Bernardino disse...

"É pra rir ou pra chorar"!?
São essas coisitas que nos mostram ainda que temos caminhos a percorrer, comunicações/ligações por fazer.

Paulino Dias disse...

Eheheheh...

César, agora fizeste-me recordar quando quis abrir meu primeiro negócio há cerca de 10 anos, em Santo Antão. Entre os 14(!) documentos que tinha que apresentar, um deles era de rir até às lágrimas: Certificado de Cidadão Nacional, devidamente emitido pelo Arquivo de Identificação Central na Praia. Porque a comédia? Porque para extrair este tal certificado, tinha que enviar uma cópia autenticada do meu BILHETE DE IDENTIDADE DE CIDADÃO NACIONAL!!!!

Abraço,

Anónimo disse...

Ca votado mesti manti??? Dipos di 10 ano di goveração?? Ainda falas de coragem politica? Afinal? Eh pa manti si??? Olha man ca sta fla ma ten ki ser necessariamente mpd na poder, podi qualquer um, ma mudemos carralho!!!!


Desculpa o desaforo,
...mas da vontade.

Cesar Schofield Cardoso disse...

Sim, mudemos, mas mudemos mesmo!...Já agora para melhor.

Anónimo disse...

Oii César

Ainda bem que troxeste este tema, pq os trabalhadores caboverdianos precisam de uma lavagem cerebral para poderem melhorar o atendimento público.
A alerta vai para o Governo e os Chefes das repartições, que não tomam dedidas c/os trabalhadores com medo de represálias.
No ano de 2010 vivi isso na 1ª pessoa, pq estava a tratar de documentos para a reforma da minha mãe e de uma amiga sua, só eu sei o que tive de engolir: ora não tinha quem assinar o documento, ora o documento continha erros, ora a funcionária não ia ao trabalho.Inumeras vezes tive de volta a secretaria do M. da Eduação e a Contabilidade Pública. Neste momento o meu sufoco é a Contabilidade publica(M. Finanças), a única funcionária que devia depositar o salário da reforma da minha mãe só trabalha da parte de manhã,pq está dispensada para o curso numa das nossas universidades, se vai fazer uma consulta ou fazer uma análise, não aparece nesse dia, se está de convalescencia uma semana o utente vai ter de esperar, pq, no serviço ninguém pode fazer nada, pois ela é insubstituível. Deixei todos os documentos necessários e ainda estou a espera que a funcionária lembre de fazer a mudança de salário normal para o da aposentada.

Assim, a minha mãe(que vivi em S. Vicente) está 3 meses reformada e ainda está ainda sem receber o salário com a devidas correções.

Agora pergunto, onde posso fazer uma reclamação se quem atende no balcão, nem se quer dá o trabalho de levantar a cara e olhar-me nos olhos...fico cheia de raiva e procuro contar atá 3, respiro fundo apetece-me vomitar palavras mas, falo um obrigado vou-me embora para voltar amanhã(talvez com um pouco de sorte consiga.

Enfim precisa-se mudar paradigmas.......continuo a sonhar com o melhoramento do atendimento ao publico.

Obs: César desculpa o texto longo e de estar a tomar conta do teu blog.

Obrigada

Sofia Fernandes

Anónimo disse...

Oi Sofia Fernandes,

A cena é a seguinte: temos uma administração pública cheia de lixo e todos fingem que não vêem ... colocam computadores, dão formação, fazem-se discursos, mas os burros esses mantem-se impávidos e indiferentes às mudanças do mundo. Essa gentalha auto posiciona-se numa posição de servidor-Deus (eu prefiro servidor cócó), cheia de manias, frustrações recalcadas duma carreira pessoal de merd@, sujando toda a gente com atendimentos de cácá e sempre com cara de cú ... esses incompetentes de 1ª, 2ª e 3ª categorias encontram-se espalhados por toda a administração pública e são pessoas que pelo tempo que estão nesses lugares deveriam ser uns craques no atendimento público. Como não há avaliação de desempenho dessas pessoas, elas produzem merd@ em vez de trabalho ... introduziu-se tecnologia, foi mais uma medida introduzida sem controlo: esse babacas passam o dia a jogar solitário e nas redes sociais a fofocarem. Portanto é preciso profissionalizar-se o atendimento na AP, vejam por exemplo o atendimento nas casas do cidadão. Não custa(!) propagar essas boa experiencia a toda a AP.
R. Rosário

Anónimo disse...

Caro Amigo Cesár, tenho dito sempre que a Reforma da Administração Pública anda, na realidade, a passo de caracol, e a velocidade de um avião no discurso politico.

A Casa do Cidadão e o NOSI estão a jusante da Reforma do Estado,tendo feito um trabalho notável. Mas a montante pouco se fez e o que se fez está mal.

Os quadros que conhecem a Adminitração Pública não participam no processo de Reforma da Administração Pùblica que está entregue a um grupo que pouco fez, porque não sabe.

Dou nota negativa ao processo da Reforma do Estado.

Anónimo disse...

Eu também dou nota negativa ao desempenho da Ministrda Reforma do Estado. Se não fosse a NOSI, o desempenho seria abaixo de zero.

Anónimo disse...

Parece evidente haver lutas intestinais nesse processo da reforma do estado. A Ministra tem lá as suas antipatias com o coordenador do Nosi. A Senhora tem razão nalgumas coisas pois muitas vezes o nosi pensa que pode tudo e toma algumas iniciativas passando por cima de toda a autoridade (...) p0or outro lado penso que a Senhora Ministra da reforma parece não acreditar muito nos nossos técnicos, pois produtos que há muitos anos o nosi tem apresentado a nível nacional, só foram conhecidos e disponibilizados públicamente porque teve que ir visitar Portugal para e os técnicos de lá dizerem que o que estamos a fazer é inovador ( ... ) se estamos atrasados nessa matéria de inovação é por culpa do chefe do governo que coloca ministros que nada tem de inovadores, que trancam no pé, criam dificuldades onde não deviam. devíamos estar muito mais avançados se não fossem estes "velhos" e "velhas" relíquias no governo!
nosiano

Anónimo disse...

Para além da reforma em curso, a nossa administração também precisa de dirigintes com uma mentalidade mais aberta.Conheço um serviço da mesma instituição onde o mesmo pedido é feito de manhã, sem a declaração policial, e o documento é disponibilizado ao utente à tarde do mesmo dia.

Vera disse...

César, o teu relato aconteceu-me a coisa de 3 semanas e quando obtive o livrete sabes o que eu disse ao pessoal? "Meus senhores e senhoras, muito obrigada e até daqui Mil ANOS"

Vera disse...

E aqueles serviços que não aceitam o NIF e a Certdão de nascimento emitidos na Casa do Cidadão??? Isso é que é de bradar aos ceus

Anónimo disse...

Espero que o reinado da actual Ministra da Reforma do Estado chegue ao fim já neste fim de semana, dando assim nova esperança ao processo de Reforma da Administração Pública.

Anónimo disse...

deves estar a brincar anónimo. a actual ministra da reforma do estado não fez rigorosamente na dica de nada de reforma na administração pública e certamente como é adjunta do primeiro ministro vai continuar a (RI)FORMAR ... tudo o que existe de reforma na administração pública foi devida ao grande empenho e impulsão do nosi. mesmo com tanta gente a jogar "na canela" como essa tal ministrinha, as coisas foram feitas. sempre que o nosi apresenta alguma ideia ou inovação é sempre as desculpas, que não está na lei, para ter cuidado com isto ou aquilo ... e depois dum fim de semana em Lisboa, após conversas de chacha nos restaurantes com os tugas sobre a reforma em portugal, resolve de repente "INOVAR"... além do mais essa senhora fica no tira-teimas com o gestor do nosi por coisa banais, porque os incompetentes tem que mostrar o powa ... trancando no pé!
nosiamente!